6 dicas imperdíveis de filmes sobre o mercado financeiro | Phi Investimentos

6 dicas imperdíveis de filmes sobre o mercado financeiro

6 dicas imperdíveis de filmes sobre o mercado financeiro

Conheça algumas das melhores produções sobre investimentos e mercado e invista com ainda mais conhecimento

6-dicas-imperdiveis-de-filmes-sobre-mercado-financeiro

A indústria do cinema tem produzido diversos clássicos sobre o mercado financeiro. De documentários polêmicos a histórias de sucesso no mercado de ações, passando por situações de fraude e crises econômicas, várias são as opções que vão além do entretenimento, nos permitindo ampliar o conhecimento sobre a economia.

Pensando nisso, a coluna da última sexta-feira (9) da PH Investimentos para o programa Transmania, da rádio Transamérica Foz, envolve algumas das mais importantes produções sobre finanças da atualidade. O tema veio da pergunta da Rafaela, ouvinte do centro de Foz do Iguaçu (PR), que pediu sugestões de filmes sobre o mercado financeiro.

Para respondê-la, Mehanna Mehanna, sócio-diretor da PHI Investimentos, convidou o assessor de investimentos da PHI, Thiago Souza, um entusiasta de conteúdos relacionados ao mercado financeiro e apaixonado por cinema. Confira a seguir 3 dicas de filmes sobre o mercado financeiro:

Mehanna Mehanna: Thiago, neste bate papo sobre cinema, eu vou sugerir trabalharmos por etapas, falando sobre um de cada vez. Mas eu gostaria que você primeiro lembrasse e citasse na sua preferência pelo menos três filmes que você recomenda sobre mercado.

Thiago Souza: O primeiro filme que me vem à mente é o chamado O primeiro milhão, em inglês Boiler Room. Outro filme bastante famoso que esteve recente na telona, The Big Short, ou o nome em português, A grande aposta. E não podemos deixar de citar o mais clássico de mercado financeiro, a série Wall Street, o primeiro da década de 80 se chama Wall Street: Poder e cobiça, e o mais recente, dos anos 2000, Wall Street: o dinheiro nunca dorme.

Mehanna Mehanna: Pode contar um pouco sobre a história do filme Boiler Room (O Primeiro Milhão) para a gente?

Thiago Souza: Boiler Room procura explorar bem a questão de como o mercado financeiro aproveita do interesse dos jovens que estão entrando no ramo. A história aborda as experiências de um rapaz que entra para trabalhar em uma firma de corretagem e, pela habilidade de venda e desenvoltura, logo se destaca. Mas ele começa a desconfiar que a empresa talvez esteja envolvida em negócios sujos e, ao longo da história, descobre quais são esses negócios e que talvez o trabalho principal dele seja desmascarar isso.

Aconselho esse filme para todos que se interessam pelo mercado financeiro, para que vejam como certas pessoas que tem más tendências e más intenções e podem se aproveitar desse interesse dos jovens.

Mehanna Mehanna: Eu me recordo desse filme, Thiago, e não sei se você concorda, mas algumas lições que a gente pode tirar do Boiler Room é como é perigoso o caminho do dinheiro fácil. A trilha do enriquecimento rápido pode levar a péssimas decisões e, enfim, ter consequências graves, muito negativas, destruindo a família, corrompendo valores, afetando investidores e clientes. Está correta essa análise?

Thiago Souza: Está correta sim. Nesse filme é possível observar como a empresa recrutava os jovens. Tem uma cena clássica que envolve atores famosos como Vin Diesel e Ben Affleck, que procuram persuadir os jovens ao mostrar a riqueza que os funcionários antigos conseguiram na empresa, e focam que qualquer pessoa que entre com vontade de trabalhar e gana de vencer ali, em um ano vai se tornar milionária. Por isso o nome do filme.

Mehanna Mehanna: Thiago, vamos para a segunda opção, que é a mais recente dessa lista, The Big Shorto nome aqui no Brasil é A Grande Aposta. Conta pra gente um pouquinho dessa história.

Thiago Souza: Mehanna, esse filme já procura explorar o contexto da crise americana de 2008, dos subprimes, onde muita gente foi lesada com as quebras dos bancos e demissões. Bancos do mercado financeiro famosos, como o Leman Brothers foram à falência e pessoas perderam as próprias casas.

Então a ideia desse roteiro é tentar explorar, por meio de histórias paralelas, pessoas que identificaram nessa crise uma oportunidade para ganhar com toda a quebradeira do mercado. E o interessante é que essas histórias se cruzam em determinado momento, e o desfecho talvez seja a grande cereja do bolo, porque onde você imaginaria que pessoas estariam felizes por fazer dinheiro com a crise, percebe que no final do filme ocorre o contrário.

Mehanna Mehanna: O que é interessante é que A grande aposta é baseado numa história real na crise americana, além de ser uma boa explicação sobre o que aconteceu na crise subprime e de mostrar quem ganhou e quem perdeu com isso. Ele é também um filme técnico, que retrata um pouco do operacional do mercado financeiro, inclusive mostrando que há instrumentos no mercado que te possibilitam ganhar com a queda, com desastres ou mesmo com as quebras do mercado. Enfim, você pode investir na direção que você acredita. Thiago, para a gente finalizar, vamos falar sobre a última sugestão, Wall Street.

Thiago Souza: Wall Street são dois filmes. O primeiro, da década de 80, é Wall Street: Poder e cobiça, e o ator principal é o Michael Douglas, que interpreta um magnata do mercado financeiro chamado Gordon Gekko.

Nesse filme a gente consegue observar como Gordon Gekko se aproveita de um jovem corretor de Wall Street para conseguir lucrar com as ações. Porém o próprio Gordon passa a imagem de uma pessoa que vê apenas o lucro e não consegue olhar o mal que pode acontecer para os outros ao redor. Então a temática busca explorar isso: como um jovem inocente virou presa fácil na mão de uma raposa velha e acabou lesando várias pessoas conhecidas, familiares. Enfim, uma trama bem interessante.

O segundo filme, dos anos 2000, Wall Street: O dinheiro nunca dorme, também é encenado por Michael Douglas fazendo (o papel de) Gordon Gekko, e também apresenta um jovem rapaz do mercado de ações que procura fazer fortuna por meio de investimentos no mercado americano e, por isso, busca se aliar com Gordon. Nesse segundo filme é possível observar como Gordon Gekko, após sair da prisão pelos crimes cometidos no primeiro filme, se aproveita do estágio emocional do rapaz para poder voltar ao poder.

Então o segundo longa-metragem tem uma pegada um pouco mais emotiva, mas também consegue refletir com exatidão o que o mercado financeiro desperta nas pessoas. Muitas vezes, uma ambição desenfreada passa por cima de valores pessoais, como família, moral ou ética.

Mehanna Mehanna: Então Thiago, resumindo as recomendações que temos para a ouvinte Rafaela, Boiler Room – O Primeiro Milhão, The Big Short – A Grande Aposta e Wall Street (1 e 2).

Thiago Souza: E para quem se interessar mais pelo tema, cito outras opções como Margin Call, de 2008, traduzido no Brasil para O Dia Antes do Fim. Outro superinteressante é A Fraude, na versão americana o nome é Rogue Trader. E um mais recente e que ganhou bastante destaque, O lobo de Wall Street, que fala como um jovem corretor passou por cima de tudo e todos para atingir seu objetivo, que era o de se tornar o grande lobo de Wall Street, o homem mais rico do mercado americano.

Mehanna Mehanna: Aproveitando a pergunta e o tema para divulgar uma iniciativa nossa aqui da PHI: em 2011 a gente criou o primeiro blog de vídeos sobre mercado financeiro do Brasil, que chamamos de VMF (www.videosdomercadofinanceiro.com). Lá tem diversos vídeos interessantes do mercado, inclusive com uma categoria de trailers relacionados ao tema.

Confira a entrevista na íntegra neste link para a coluna da PHI na Transamerica Foz:

A coluna semanal, como de costume, contou com a apresentação de Guilherme Wojciechowski. Acompanhe a PHI Investimentos toda sexta-feira, no programa Transmania, das 10h às 12h, na Rádio Transamérica Foz. Se preferir, confira a repercussão semanal aqui no site da PHI Investimentos de cada uma das colunas.

E mais, participe! Para fazer perguntas, encaminhe para: [email protected]. Você também pode enviá-las para o Whatsapp da rádio: (45) 8828-2828 ou por meio das fanpages “Transamérica Foz” e “InvestimentosPHI” no Facebook.

Escrito por Larissa Moutinho, jornalista MTB 6805, assessora responsável pela comunicação da PHI Investimentos. Foi editora da Revista ADVFN e jornalista da InvestMais. Pós-graduada em marketing e pós-graduanda em finanças.

Related posts

InvestSim: 1º Simpósio de investimentos debate as principais oportunidades em investimentos no Brasil

Realizado nesta segunda-feira, 03, pela PHI Investimentos em parceria da Guide Investimentos, o  I° Simpósio de Investimentos do Paraná – INVESTSIM reuniu em um único dia, 500 participantes e 15 palestrantes de destaque no mercado financeiro nacional que juntos são responsáveis pela gestão de mais de R$100 bilhões. O...

Read More

Qual é o valor mínimo para investir?

Um dos maiores mitos sobre investimentos é a ideia de que é necessário ter uma grande quantia de dinheiro sobrando para começar a investir. Porém, é possível sair da poupança e aprofundar-se no mundo dos investimentos com muito pouco. Uma das principais dúvidas de investidores iniciantes é quanto ao valor...

Read More