Bitcoins valem mais que Ouro: conheça a história da primeira moeda digital

Bitcoins valem mais que Ouro: conheça a história da primeira moeda digital

Criadas em 2009, essa moeda digital chegou a valer mais do que o ouro na primeira semana de março

No início do mês de março (2), a moeda virtual Bitcoin ultrapassou – pela primeira vez na história – o valor do ouro. Enquanto o metal nobre dourado era negociado a US$ 1.228 (valor por uma onça de ouro, o que equivale a 40g), no mesmo dia a moeda virtual era cotada a US$ 1.290. Na sexta-feira seguinte, a moeda também foi negociada a valores superiores ao ouro, representando uma valorização de 11% desde o início de 2017.

As bitcoins já são comuns em textos e “conversas” pela internet, mas ainda pouco se fala sobre sua origem e o que motivou a criação de uma moeda que poderia ser negociada virtualmente e pelo mundo todo.

Bitcoin, a primeira criptomoeda

A bitcoin surgiu em 2009, pelas mãos um programador anônimo (ou grupo de programadores) conhecido como Satoshi Nakamoto. Era um sistema de pagamentos online que baseava-se em um programa eletrônico de pagamento peer-to-peer, ou seja, de pessoa para pessoa.

Foto: Divulgação

A motivação por trás da criação da moeda pode ser encontrada em uma postagem publicada pela P2P Foundation em 2009. O criador (ou criadores), explica: “A raiz do problema com a moeda tradicional é que ela precisa de muita confiança em outros para funcionar. Precisamos de confiança em um banco central para que ele não desvalorize a moeda… os bancos devem ser confiáveis para manter o nosso dinheiro e transferi-lo eletronicamente…com moedas com base na criptografia, sem a necessidade de confiar em um intermediário ou em terceiros, o dinheiro se torna seguro e as transações sem esforço”.

Por isso, a principal característica do bitcoin é a sua liberdade de atuação frente instituições governamentais. Mas há também outras características:

  • É uma moeda transparente porque mantém o anonimato dos utilizadores. Todas as transações são verificadas duas vezes para evitar cobrança dupla ou fraudes e assim, ficam liberadas para checagem pública.
  • É uma moeda descentralizada, ou seja, o protocolo de desenvolvimento do programa tem o código aberto. Dessa forma, com o sistema peer-to-peer, o dinheiro é transferido diretamente de pessoa para pessoa.
  • Não é regulada ou tem negociações intermediadas por governos, bancos ou outra autoridade central.

Para que servem as bitcoins?

Estas moedas virtuais podem ser utilizadas para comprar serviços ou bens e até como forma de pagamento. Grandes empresas, como Dell e Microsoft, já oferecem serviços utilizado a bitcoin como moeda.

Qual a principal vantagem?

Diferentes de alguns bancos, as taxas de manutenção são poucas. O anonimato sempre é mantido como principal ponto de segurança e as transações são muito rápidas.

E a desvantagem?

As principais desvantagens do bitcoin são sua alta flutuação e a dificuldade de acesso para o usuário comum. Outra questão é que não há um número extenso de lojas que aceitam trabalhar com a moeda virtual.

As bitcoins no mundo

Segundo um estudo realizado no 1º semestre de 2016, pelo jornal The New York Times, o país que mais utiliza essa bitcoins é a China, detendo 40% das operações realizadas no mundo.

Inclusive, a grande procura pela moeda em janeiro deste ano fez com que as três maiores bolsas de bitcoins chinesas cobrassem tarifas. Esta medida teve o intuito de conter a alta volatilidade e a manipulação de mercado.

Por não ter barreiras físicas e nem políticas para destitui-la, esse é o potencial da bitcoin: ser global. Cabe ao investidor ficar atento também as movimentações de moedas digitais no cenário futuro.

OBS: A moeda virtual permanece valorizada. Hoje, a cotação da bitcoin ficou em R$ 3.789,76, ou seja, US$ 1.214,66.

Escrito por Larissa Moutinho, jornalista MTB 6805, assessora responsável pela comunicação da TORO Investimentos. Foi editora da Revista ADVFN e jornalista da InvestMais. Pós-graduada em marketing e pós-graduanda em finanças.

Related posts

Qual é o valor mínimo para investir?

Um dos maiores mitos sobre investimentos é a ideia de que é necessário ter uma grande quantia de dinheiro sobrando para começar a investir. Porém, é possível sair da poupança e aprofundar-se no mundo dos investimentos com muito pouco. Uma das principais dúvidas de investidores iniciantes é quanto ao valor...

Read More

Maioria dos brasileiros prefere a poupança e confia seus investimentos ao gerente de banco

Os brasileiros ainda têm resistência em se aventurar no mundo dos investimentos. É o que demonstra uma pesquisa realizada pela Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo SPC Brasil, em parceria com a Comissão de Valores Monetários (CVM). O estudo entrevistou cerca de 700 investidores durante a...

Read More

Nobel de Economia é dado a pesquisadores por estudos relacionados a questões climáticas e tecnologia

Nesta semana, a Academia Real de Ciências da Suécia anunciou os vencedores do Nobel de Ciências Econômicas. Os pesquisadores norte-americanos William D. Nordhaus, da Yale University, e Paul M. Romer, da New York University, foram os agraciados com o prêmio. Ambos realizaram estudos que integram questões climáticas e...

Read More