Confira por que vale a pena investir no Tesouro Direto | Phi Investimentos

Confira por que vale a pena investir no Tesouro Direto

Confira por que vale a pena investir no Tesouro Direto

toro-investimentos-confira-por-que-vale-a-pena-investir-no-tesouro-direto

O Tesouro Direto é um programa de títulos públicos do Governo Federal e que tem crescido cada vez mais nos últimos anos, arrebatando diversos investidores e alcançando novos recordes.  São ativos de renda fixa que aliam rentabilidade, segurança do estado e comodidade. Confira algumas razões do porque investir no Tesouro Direto:

Rentabilidade

Além de serem mais rentáveis que a poupança, os títulos públicos são uma opção de investimento em renda fixa com retorno diário garantido. Além disso, esses ativos podem ser atrelados à inflação (protegendo o patrimônio) ou à taxa Selic (taxa básica de juros).

Também há a opção dos títulos prefixados. Essa é uma modalidade para investidores que trabalham sua estratégia junto à queda dos juros, garantindo a rentabilidade das taxas de juros atuais.

Segurança

Os títulos públicos são considerados os ativos mais seguros, uma vez que estão atrelados ao risco soberano, ou seja, esses papéis estão atrelados ao risco do Estado. Isso significa que o país precisaria falir como nação para afetar seu rendimento (e também que esses ativos não estão expostos ao risco de instituições financeiras).

Comodidade

Qualquer pessoa física que tenha CPF e uma conta bancária cadastrada no Tesouro pode investir em títulos públicos. Outra facilidade é que toda a movimentação pode ser feita pela internet.

No caso de necessidade do dinheiro antes do vencimento dos títulos, o investidor poderá vender a preço de mercado, uma vez que tem liquidez diária, garantida pelo Tesouro Nacional.

Para mais informações, acesse o site Investir no Tesouro Direto, da PHI Investimentos e confira os oito motivos para investir no Tesouro Direto.

Como investir e taxas a pagar

O investidor pode optar por aplicar seus recursos por meio de uma corretora ou banco. Caso essa seja a escolha, pode haver uma taxa de manutenção da conta junto a essa entidade financeira.

Além desses custos, o investidor precisa pagar uma taxa para a BM&Bovespa, responsável por guardar os títulos. Essa taxa é de 0,30% ao ano e incide sobre o valor dos títulos.

Aplicações em Tesouro Direto também precisam ser declaradas junto ao Imposto de renda (IR). A incidência do IR é paga apenas sobre o ganho de capital (diferença entre o que foi aplicado para o quanto foi resgatado). Uma observação importante sobre essa questão relacionada ao IR é que o prazo de aplicação também influencia no valor que será declarado.

Tributação e rendimentos

toro-investimentos-tesouro-direto-por-que-vale-a-pena-investir-rentabilidade

Quanto mais longo for o vencimento do seu título, maior será a rentabilidade do mesmo. Veja abaixo alguns exemplos da relação entre o tempo de rendimento e as taxas de tributação do IR.

  • Até 180 dias, a tributação será de 22,5%
  • De 181 a 365 dias, a tributação será de 20%
  • De 366 a 720 dias, a tributação será de 17,5%
  • Acima de 720 dias, a tributação será de 15%

Essa a tributação é aplicada somente no momento da venda do título, ou seja, no momento de apuração do ganho de capital.

Todas as vantagens de aplicação em Tesouro Direto fizeram com que a modalidade tivesse um crescimento médio de 50% no número de aplicações. Uma vez que cálculos mostram que as aplicações em Tesouro direto rendem cerca de 41% a mais que aquelas feitas na poupança, em um prazo de cinco anos.

Para saber mais sobre Tesouro Direto, acesse: http://www.investirnotesourodireto.com.br/.

Acesse também o site da Fazenda.

Escrito por Larissa Moutinho, jornalista MTB 6805, assessora responsável pela comunicação da PHI Investimentos. Foi editora da Revista ADVFN e jornalista da InvestMais. Pós-graduada em marketing e pós-graduanda em finanças.

Related posts

InvestSim: 1º Simpósio de investimentos debate as principais oportunidades em investimentos no Brasil

Realizado nesta segunda-feira, 03, pela PHI Investimentos em parceria da Guide Investimentos, o  I° Simpósio de Investimentos do Paraná – INVESTSIM reuniu em um único dia, 500 participantes e 15 palestrantes de destaque no mercado financeiro nacional que juntos são responsáveis pela gestão de mais de R$100 bilhões. O...

Read More

Qual é o valor mínimo para investir?

Um dos maiores mitos sobre investimentos é a ideia de que é necessário ter uma grande quantia de dinheiro sobrando para começar a investir. Porém, é possível sair da poupança e aprofundar-se no mundo dos investimentos com muito pouco. Uma das principais dúvidas de investidores iniciantes é quanto ao valor...

Read More