Empreendedorismo: Respostas de Jorge Paulo Lemann | Phi Investimentos

Empreendedorismo: Respostas de Jorge Paulo Lemann

Empreendedorismo: Respostas de Jorge Paulo Lemann

Em um evento da Endeavor, o sócio do fundo 3G respondeu perguntas sobre carreira, formas de inovação e sobre como empreender em conjunto com os pontos fortes do país

Durante o evento “Day 1”, promovido pela Endeavor com o objetivo de fomentar o empreendedorismo, o bilionário Jorge Paulo Lemann respondeu questões sobre sua carreira e também falou sobre o espírito empreendedor e sobre como fazer negócios.

Durante a entrevista, Lemann deixa claro seu interesse por inovações e, principalmente, pelo setor de tecnologia (um dos mais representativos atualmente). O empresário também mostra como é imprescindível que o empreendedor sempre estude e acompanhe o desenvolvimento dos mercados, empresas e da sociedade em geral para ter sucesso nos negócios.

“… Eu descobri que é difícil fazer algo sozinho: se você tem o time certo, vai mais longe, tem que tentar atrair as melhores pessoas”, revela Lemann.

Vivências no exterior podem colaborar muito para o seu negócio

Ao ser questionado sobre modelos de cultura e gestão tão diferentes – e usando empresas do setor de tecnologia como exemplo –, o empresário responde que se pudesse voltar no tempo, utilizaria as experiências adquiridas durante o período em que esteve fora do Brasil para inovar e empreender na área de tecnologia no Brasil.

“… adoraria ser um empreendedor de tecnologia, mas não tive tempo de morar em Israel ou na Califórnia. Acabei indo para setores mais antiquados, principalmente de consumo. Usando como base a Brahma, expandimos dentro desse ramo no exterior. Mas, por ser um negócio antiquado, já foi disputado pelas craft beers [cervejas artesanais]. Isso nos deixou espertos, acabamos comprando algumas companhias desse ramo e hoje nós somos craft beers em outros países”, explicou Lemann durante o Day 1, da Endeavor.

Análise SWOT no Brasil – quais oportunidades ainda encontramos por aqui?

Lemann esclarece que há oportunidades em todo lugar. Um exemplo é a diferença que pequenas inovações tecnológicas podem fazer em negócios no Brasil, principalmente no ramo de consumo: “Somos 200 milhões de pessoas que estão sempre consumindo alguma coisa”.

Comentando sobre os pontos fortes do país, o bilionário reforça a qualidade de mão de obra que, segundo ele, “equivalente a qualquer um do exterior”. Em contrapartida, a oscilação atualmente é um ponto fraco crítico.

Outra desvantagem apontada pelo empresário é que não existe dinheiro barato. “Aquela possibilidade de fazer negócio com base em empréstimo ou crédito, que existe muito lá fora, não existe aqui. Os juros no Brasil são os mais altos do mundo e não tem dinheiro disponível. Se os juros fossem mais baratos, esse país dava uma guinada colossal”, esclarece.

Como o investidor no exterior enxerga o Brasil?

Segundo Lemann, o investidor estrangeiro vê o Brasil como um lugar de oscilação: “O investidor está desesperado porque o mercado de ações está relativamente alto e ele está em busca de coisas novas e diferentes. Aí está uma baita oportunidade”, e complementa com um exemplo de sua carteira de investimentos: “Eu sou investidor, por exemplo, de uma escola no Rio de Janeiro chamada Eleva, que tem crescido bem. Nos últimos anos, já são mais de 50 escolas e 35 mil alunos. E o que me deixa surpreso é a quantidade de pessoas que aparece com interesse em um negócio de educação. Tendo uma história boa e um track record (reputação) legal, dá para captar”.

Leia a matéria completa na Endeavor: Jorge Paulo Lemann tira 8 dúvidas de empreendedores brasileiros

Related posts

InvestSim: 1º Simpósio de investimentos debate as principais oportunidades em investimentos no Brasil

Realizado nesta segunda-feira, 03, pela PHI Investimentos em parceria da Guide Investimentos, o  I° Simpósio de Investimentos do Paraná – INVESTSIM reuniu em um único dia, 500 participantes e 15 palestrantes de destaque no mercado financeiro nacional que juntos são responsáveis pela gestão de mais de R$100 bilhões. O...

Read More

Qual é o valor mínimo para investir?

Um dos maiores mitos sobre investimentos é a ideia de que é necessário ter uma grande quantia de dinheiro sobrando para começar a investir. Porém, é possível sair da poupança e aprofundar-se no mundo dos investimentos com muito pouco. Uma das principais dúvidas de investidores iniciantes é quanto ao valor...

Read More