Grandes corporações de tecnologia: investidores migram para os emergentes | Phi Investimentos

Grandes corporações de tecnologia: investidores migram para os emergentes

Grandes corporações de tecnologia: investidores migram para os emergentes

Após alta intensa das FANG, investidores focam o olhar para os mercados em desenvolvimento

A procura por ações de grandes corporações de tecnologia, as conhecidas FANG – Facebook, Amazon, Netflix e a empresa controladora do Google, Alphabet – está fazendo com que os investidores comecem a mudar o foco para os mercados emergentes.

Empresas desse setor tiveram enormes altas nos EUA, mas concorrentes de países emergentes como a Samsung e a Tencent Holdings, não ficaram atrás (apesar dos descontos mais altos registrados nos últimos 18 meses).

Para os especialistas entrevistados pela Bloomberg, a diferença de avaliação entre os dois mercados vai diminuir nos próximos anos e por isso, a aposta em ações de tecnologia dos emergentes é válida.

Crescimento a médio prazo

As perspectivas com o crescimento dos países emergentes nesse mercado são boas, principalmente no médio prazo: “Se eu tivesse que escolher para os próximos três a cinco anos, eu acrescentaria ações de tecnologia da informação de mercados emergentes”, disse Heinz Ruettimann, analista da Julius Baer Group à Bloomberg.

O índice de ações dos países desenvolvidos tem sido negociado com um ágio (custo adicional) de 36% entre o preço e o resultado projetado, o que resulta em um dos níveis mais altos desde novembro de 2015 (e o dobro do resultado para o mesmo período no ano passado).

Ruettimann acredita que esse desnível irá diminuir conforme o desenvolvimento do mercado emergente – com o crescimento das marcas, investimento em redes sociais e ciclos empresariais únicos – for estabelecido.

O banco Goldman Sachs também tem direcionado investimentos em ações de emergentes. John Marshall, estrategista de pesquisa sobre derivativos do Sachs, disse que as análises acerca das megaempresas de tecnologia da Ásia não parecem erradas e os riscos estão contabilizados.

Morgan Hartman, gerente de portfólio da AllianceBernstein, em Nova York, disse que “o mercado está recompensando companhias em um conjunto limitado de modelos corporativos que têm um bom impulso e alta rentabilidade. Estes têm sido considerados bons casos de crescimento”.

Confira a matéria na integra na Bloomberg: Investidores cansados de FANG recorrem a mercados emergentes

Related posts

InvestSim: 1º Simpósio de investimentos debate as principais oportunidades em investimentos no Brasil

Realizado nesta segunda-feira, 03, pela PHI Investimentos em parceria da Guide Investimentos, o  I° Simpósio de Investimentos do Paraná – INVESTSIM reuniu em um único dia, 500 participantes e 15 palestrantes de destaque no mercado financeiro nacional que juntos são responsáveis pela gestão de mais de R$100 bilhões. O...

Read More

Qual é o valor mínimo para investir?

Um dos maiores mitos sobre investimentos é a ideia de que é necessário ter uma grande quantia de dinheiro sobrando para começar a investir. Porém, é possível sair da poupança e aprofundar-se no mundo dos investimentos com muito pouco. Uma das principais dúvidas de investidores iniciantes é quanto ao valor...

Read More