Investimentos prefixados: o que são e quais as vantagens? | Phi Investimentos

Investimentos prefixados: o que são e quais as vantagens?

Investimentos prefixados: o que são e quais as vantagens?

pessoa-segura-calculadora-investimentos-prefixados-phi-investimentos

No cenário econômico atual, em que a taxa Selic encontra-se em sua mínima histórica, um tipo de aplicação vem se destacando entre os investidores: os títulos prefixados. Esses investimentos garantem rentabilidade independente do que acontecer com a taxa de juros e a economia.

O que são títulos prefixados?

Os títulos de renda fixa, muito indicados a investidores de perfil mais conservador, são divididos em três categorias de rentabilidade: prefixados, pós-fixados e indexados à inflação.

Hoje vamos falar sobre os títulos prefixados, que são investimentos em renda fixa cuja rentabilidade pode ser prevista já no momento em que é realizada a aplicação. Essa rentabilidade prefixada pode ser estabelecida de duas maneiras:

  1. com a taxa de retorno definida previamente (ex.: 10% ao ano)
  2. com o valor final do investimento definido previamente (ex.: R$ 1.000,00 no vencimento.

No mercado, há vários tipos de investimentos prefixados, como LTNs (Letras do Tesouro Nacional), NTN-F (Notas do Tesouro Nacional, série F) e alguns CDBs (Certificado de Depósito Bancário).

Devo investir em títulos prefixados?

Investimentos prefixados podem ser vantajosos pois garantem rentabilidade fixa até o vencimento, independente da oscilação dos juros e do que acontecer com a economia. É uma boa oportunidade de investimento quando a taxa de juros está com perspectiva de queda.

Por ser uma aplicação em renda fixa, os títulos prefixados são recomendados a investidores de perfil conservador, e sua grande vantagem é a possibilidade de saber, já no momento da aplicação, o valor que será resgatado.

Por outro lado, sua maior desvantagem é a baixa liquidez. Além disso, muitos investimentos dessa categoria não permitem que o resgate seja feito antes do vencimento. Os que permitem, como os títulos do Tesouro Direto, condicionam o resgate aos preços de mercado, o que pode gerar prejuízo.

Ainda assim, são um bom investimento para quem não pretende fazer o resgate até o vencimento e para investidores iniciantes ou experientes que querem manter reservas de emergência sem incertezas.

Bons investimentos!

Escrito por Larissa Moutinho, jornalista MTB 6805, assessora responsável pela comunicação da PHI Investimentos. Foi editora da Revista ADVFN e jornalista da InvestMais. Pós-graduada em marketing e pós-graduanda em finanças.

Related posts

InvestSim: 1º Simpósio de investimentos debate as principais oportunidades em investimentos no Brasil

Realizado nesta segunda-feira, 03, pela PHI Investimentos em parceria da Guide Investimentos, o  I° Simpósio de Investimentos do Paraná – INVESTSIM reuniu em um único dia, 500 participantes e 15 palestrantes de destaque no mercado financeiro nacional que juntos são responsáveis pela gestão de mais de R$100 bilhões. O...

Read More

Qual é o valor mínimo para investir?

Um dos maiores mitos sobre investimentos é a ideia de que é necessário ter uma grande quantia de dinheiro sobrando para começar a investir. Porém, é possível sair da poupança e aprofundar-se no mundo dos investimentos com muito pouco. Uma das principais dúvidas de investidores iniciantes é quanto ao valor...

Read More