Mudança na política econômica chinesa: você está preparado? | Phi Investimentos

Mudança na política econômica chinesa: você está preparado?

Mudança na política econômica chinesa: você está preparado?

Chinese ChessAs mudanças na economia chinesa são tema da coluna de hoje de Luiz Carlos Mendonça de Barros no jornal Valor Econômico. Estrategista da parceira Quest Investimentos, parceira da PHI Investimentos, ele observa uma nova visão no posicionamento político chinês, e que terá repercussões a nível mundial.

Mendonça acaba de retornar de uma série de reuniões na China com a direção internacional da gigante chinesa Foton Beiqi e comenta que as mudanças no país são fortes e vieram para ficar. A Foton Beiqi planeja entrada em mercados emergentes na área de caminhões, incluindo o Brasil.

Mudança no idioma

Chamou a atenção de Mendonça de Barros o fato de parte das reuniões ter acontecido em inglês, o que por si só já simboliza a reforma que vem sendo promovida no país asiático pela nova direção do partido Comunista Chinês, depois que o presidente Xi Jinping chegou ao poder, há dois anos.

Câmbio valorizado

A mudança no idioma se soma à evidente abertura com que a mudança cambial chinesa para o setor industrial foi trazida à mesa de discussões. A transformação do renminbi em uma moeda de reserva dá fim aos tempos de moeda internacionalmente fraca para estimular as exportações de produtos baratos e de baixo valor agregado, marca chinesa nos últimos 25 anos.

O Brasil para os chineses

Mendonça está sendo testemunha da mudança no Plano de Negócios da gigante chinesa, durante o seu processo de internacionalização. E o Brasil, neste sentido, está na rota dos negócios almejados. Entenda o porquê nas palavras de Mendonça:

“O tamanho de seu mercado, a existência de uma base industrial de componentes e peças formada por grandes empresas internacionais aqui localizadas e, agora com o real fraco, uma boa base para chegar a mercados no mundo emergente que a China da moeda forte vai perder”.

Estará à frente, para Mendonça de Barros, quem for além das previsões catastróficas de analistas macroeconômicos sobre a China e perceber a natureza das mudanças em curso, assim como as repercussões disso na economia mundial.

Vale conferir na íntegra a coluna de Mendonça: Diário de uma viagem à China  

Fonte: Com informações do Valor Econômico

Luiz Carlos Mendonça de Barros é fundador e estrategista da parceira Quest Investimentos. Engenheiro e economista, ele é ex-presidente do BNDES e ex-ministro das Comunicações (governo FHC). É também sócio e editor do site de economia e política Primeira Leitura. Confira a seguir a coluna de Mendonça de Barros.

Related posts

InvestSim: 1º Simpósio de investimentos debate as principais oportunidades em investimentos no Brasil

Realizado nesta segunda-feira, 03, pela PHI Investimentos em parceria da Guide Investimentos, o  I° Simpósio de Investimentos do Paraná – INVESTSIM reuniu em um único dia, 500 participantes e 15 palestrantes de destaque no mercado financeiro nacional que juntos são responsáveis pela gestão de mais de R$100 bilhões. O...

Read More

Qual é o valor mínimo para investir?

Um dos maiores mitos sobre investimentos é a ideia de que é necessário ter uma grande quantia de dinheiro sobrando para começar a investir. Porém, é possível sair da poupança e aprofundar-se no mundo dos investimentos com muito pouco. Uma das principais dúvidas de investidores iniciantes é quanto ao valor...

Read More