Planejamento Doméstico | Phi Investimentos

Planejamento Doméstico

Planejamento Doméstico

Você sabe quanto gasta por mês? Gasta mais ou menos do que ganha?

planejamento-domestico

Ter uma saúde financeira não é tão complicado quanto pode parecer. Para ter uma economia controlada – seja ela empresarial, governamental ou doméstica –, é preciso gastar menos do que a receita disponível, ou seja, gastar menos do que se ganha.

Em tempos de crise econômica e alta taxa de desemprego é preciso estar em dia com as contas e sempre ficar alerta com o orçamento doméstico.

Saiba poupar

Segundo dados da Confederação Nacional do Comércio (CNC), em novembro, o número de famílias endividadas teve uma ligeira queda em relação a outubro. A taxa chegou a 57,3% contra 57,7% em outubro e de 61% em novembro de 2015. Isso representa cerca de 58 milhões de pessoas endividadas no país. Mesmo com essa pequena queda, é importante controlar os gastos para não ter surpresas desagradáveis no final do mês.

Uma das principais dicas é: não faça dívidas. De preferência para pagamentos à vista. Caso não tenha o dinheiro para pagar, não compre. Outra dica muito importante é determinar uma meta, seja para compra de um carro, uma casa ou realizar investimentos para adquirir bens desejados em um futuro próximo. Poupar é a meta principal e há possibilidades para diversos salários.

Para controlar os gastos, uma das melhores atitudes é anotar tudo o que se gasta durante o mês inteiro, seja um cafezinho na padaria, o refrigerante na hora do almoço ou uma jantar no final de semana. Isso é claro, além das despesas fixas, como aluguel, contas de energia, telefone, internet, etc.

Para realizar suas anotações, não é preciso nada especial. Basta um caderno comum e uma caneta. Para àqueles que possuem maior prática com sistemas de planilhas, é possível encontrar modelos prontos e que já trazem todas as informações necessárias para se fazer um controle total das despesas da família. Basta procurar e escolher a planilha que melhor se encaixa com suas necessidades.

Aqui há alguns exemplos:

http://www.bmfbovespa.com.br/pt_br/educacional/educacao-financeira/planilha-de-orcamento/

https://www.proteste.org.br/dinheiro/orcamento-familiar/noticia/baixe-a-cartilha-do-orcamento-domestico

http://www.crcpr.org.br/new/content/download/2013_05_10_cartilha_orcamento_familiar.pdf

Planejamento e estratégia financeira

Outro fator importante é o planejamento de investimentos. Não sobra nada para investir ou poupar? Então defina isso como meta. Para alcançar a saúde financeira, é preciso planejar e encontrar as melhores práticas para cada caso. Ao adaptar as despesas para que “sobre” algum dinheiro, já é possível investir. Pode ser um pouquinho por mês no início. Essa quantia, ao final de um período de uma ano, por exemplo, fará muita diferença.

No caso de acúmulo de dívidas, o foco é trocar uma dívida cara por uma mais barata. Uma dívida de cartão de crédito ou cheque especial, por exemplo, tem uma taxa de juros muito mais alta que um crédito pessoal ou uma consignação. Por isso, analisar as opções disponíveis para quitar as dívidas deve ser prioridade. Se um crédito no consignado permite o pagamento de uma dívida com uma taxa de juros elevada, faça isso e quite a dívida.

A PHI Investimentos tem uma equipe qualificada para te auxiliar a dar o passo correto na direção do investimento mais acertado para você. Faça aqui seu pré-cadastro e abra já sua conta!

Escrito por Larissa Moutinho, jornalista MTB 6805, assessora responsável pela comunicação da PHI Investimentos. Foi editora da Revista ADVFN e jornalista da InvestMais. Pós-graduada em marketing e pós-graduanda em finanças.

Related posts

InvestSim: 1º Simpósio de investimentos debate as principais oportunidades em investimentos no Brasil

Realizado nesta segunda-feira, 03, pela PHI Investimentos em parceria da Guide Investimentos, o  I° Simpósio de Investimentos do Paraná – INVESTSIM reuniu em um único dia, 500 participantes e 15 palestrantes de destaque no mercado financeiro nacional que juntos são responsáveis pela gestão de mais de R$100 bilhões. O...

Read More

Qual é o valor mínimo para investir?

Um dos maiores mitos sobre investimentos é a ideia de que é necessário ter uma grande quantia de dinheiro sobrando para começar a investir. Porém, é possível sair da poupança e aprofundar-se no mundo dos investimentos com muito pouco. Uma das principais dúvidas de investidores iniciantes é quanto ao valor...

Read More