Blog

O mercado financeiro em posts que valem a sua atenção

Primeiros passos para a independência financeira

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Há o tempo de acumular patrimônio e o de usufruir. Geralmente é esperado que esse último chegue próximo aos 60 anos, com a aproximação da aposentadoria. Mas a verdade é que apenas 1% dos aposentados brasileiros possuem independência financeira. A maioria deles acaba dependendo de parentes, de doações ou precisam continuar trabalhando.

Mas, porque isso acontece? A resposta pode estar nos seguintes números: apesar de 85% da população compreender a importância de poupar para o futuro, apenas 52% dos brasileiros realmente o fazem.

Porém, há esperança de que esses dados mudem. Nos últimos anos, notou-se uma crescente no interesse dos adultos pela independência financeira e a verdade é que ela está mais perto do que você imagina. Quer saber como conseguir independência financeira? A seguir te damos todas as dicas necessárias para alcançar esse objetivo.

O que é independência financeira?

A independência financeira ocorre quando a sua renda é compatível com o seu padrão de vida, sem ser necessário trabalhar para isso. Ou seja: seu dinheiro trabalha para que os juros dos seus investimentos ultrapassem suas despesas.

Na prática, isso não significa que você vai parar de trabalhar. Mas, permite que você pare ou reduza as horas de trabalho se e quando quiser. Afinal, ao alcançar a independência financeira, você não precisa manter um trabalho fixo para poder pagar suas despesas. Consequentemente, você pode se dedicar mais à família, aproveitar o tempo da forma que desejar e se aposentar com segurança.

A importância do tempo

Uma das primeiras coisas para quem deseja aprender como conseguir independência financeira é compreender porque o tempo é um fator tão determinante para alcançar esse objetivo. No mundo dos investimentos, existe uma afirmação que é unanimidade: quanto antes você começar, melhor.

Você pode achar essa frase óbvia, afinal você tem mais tempo para poupar dinheiro. Mas esse não é o único motivo. Podemos dizer que o tempo é o melhor amigo dos juros compostos e os juros compostos são os melhores amigos de quem deseja alcançar a independência financeira.

Quando falamos em retorno dos investimentos, três fatores são decisivos: a quantia investida, a rentabilidade e o tempo. Porém, o último é o maior potencializador. Isso significa que, quanto antes você começar a investir, mais rico você fica e em menos tempo.

Da reserva de emergência à independência

Você já sabe que o tempo é decisivo para conquistar a independência financeira. Mas, além dele, existe outro fator fundamental nesse processo: a reserva de emergência. Como o nome sugere, essa quantia deve existir para que você não passe por dificuldades financeiras caso ocorra algum imprevisto.

Para calcular sua reserva de emergência multiplique suas despesas mensais pela quantidade de meses que ela deve cobrir. É indicado que a quantia pague todos os seus gastos por 2 meses há um ano, dependendo do nível de estabilidade que você possui. Dessa forma, se você perder o emprego ou passar por algum problema de saúde, por exemplo, não acumulará dívidas.

Justamente por ser destinado a imprevistos, a reserva de emergência deve ser investida em ativos seguros e de liquidez diária, que permitem que você tenha acesso rápido à quantia. Nesse sentido, a renda fixa é a melhor opção.

Como conseguir independência financeira?

Para alcançar qualquer objetivo, é preciso dar o primeiro passo. E no caso da independência financeira, o primeiro passo é ter um planejamento financeiro. Afinal, sem um controle das finanças, você não sabe qual é sua real situação financeira e se impossibilita poupar para o futuro.

Por essa razão, é preciso colocar em uma planilha a sua receita total, suas despesas e dívidas. Nesse momento, cada pequeno custo deve ser calculado. Com esses dados você descobre para onde o seu dinheiro está indo e consegue reduzir gastos desnecessários.

Índices que você precisa conhecer

Após coletar as informações iniciais do seu planejamento financeiro, é preciso considerar outros índices que vão além da renda e despesas atuais. São eles:

 

  • Patrimônio líquido: o patrimônio líquido é o que sobra depois que você paga todas as suas contas. Esse sim, é o termômetro ideal para você saber se é rico de verdade, já que equivale aos ativos (renda) menos os passivos (gastos).

 

  • Índice de endividamento: esse índice é fundamental para você saber quanto da sua renda realmente sobre no final do mês. Ele é calculado a partir da divisão de todas as suas dívidas pelo ativo total. Alguns exemplos do que deve entrar nessa conta são as parcelas da compra de uma casa ou carro.

 

  • Taxa de poupança: para saber quanto da sua renda mensal é destinada para investimentos, você deve dividir a quantia que você investe pela sua receita líquida. Para quem busca a independência financeira, o ideal é que o resultado ultrapasse 15%.

 

  • Rentabilidade dos investimentos: quanto maior for essa taxa, mais rápido você atingirá a independência financeira. Sem falar que saber qual é o retorno de cada um dos seus investimentos é fundamental para você tomar decisões mais assertivas.

 

  • Prazo: a partir dos dados acima, você consegue calcular por quanto tempo seu dinheiro precisa estar investido para que você alcance seu objetivo. Lembrando que, quanto maior for esse prazo, mais fácil será para reunir a quantia necessária.

Primeiros passos

  • Faça um planejamento financeiro: somente com o controle das finanças é possível se organizar para atingir a liberdade financeira.

 

  • Elimine as dívidas: as dívidas são um dos maiores empecilhos para quem deseja conquistar a independência financeira. Afinal, quanto menores elas são, mais dinheiro sobra para poupar para o futuro. Se você está sofrendo com elas, comece pagando as que têm juros maiores, para evitar que eles continuem subindo.

 

  • Analise seu orçamento: utilize os índices que mencionamos acima para saber quanto precisa economizar e por onde começar.

 

  • Defina o tempo: determine em quanto tempo você vai atingir a liberdade financeira. Nesse momento, leve em consideração o padrão de vida atual, mas não se esqueça que os gastos tendem a aumentar com o passar dos anos.

 

  • Economize: corte gastos supérfluos e procure viver um estilo de vida abaixo da sua renda. Dessa forma, sempre vai sobrar dinheiro para investir.

 

  • Limite gastos: defina qual porcentagem do seu salário vai para cada tipo de gasto (alimentação, transporte, contas fixas e lazer) e inclua um percentual nessa lista para investir.

 

  • Crie uma reserva de emergência: nós já te explicamos anteriormente a importância de ter uma reserva de emergência, portanto não perca mais tempo e comece já a sua.

 

  • Foque no trabalho: lembre-se que quanto maior for o seu salário, mais poderá investir e mais rapidamente conseguirá a independência financeira.

 

  • Realize aportes mensais: ao invés de juntar uma quantia grande para depois investir, procure investir uma parte da sua receita todos os meses. Dessa maneira, você consegue crescer mais rápido, utilizando os juros compostos.

 

  • Reinvista os dividendos: para multiplicar seu patrimônio, é fundamental reinvestir a renda que seus investimentos já lhe deram. Essa dica serve inclusive para quem já atingiu a liberdade financeira, pois você mantém um fluxo de caixa compatível com seu padrão de vida;

 

  • Invista melhor: quando você já criou todos os hábitos necessários para investir mensalmente, é preciso selecionar os investimentos certos para alcançar a independência financeira. Existem vários tipos, indicados para perfis diferentes. E se você está em dúvida sobre qual é a melhor opção, não hesite em buscar a opinião de assessores do mercado.

 

Finalmente, esperamos que você tenha compreendido que as suas decisões hoje definem como será o seu futuro. Afinal, os hábitos diários são decisivos para alcançar a independência financeira. Isso significa que com determinação e disciplina, esse objetivo pode ser alcançado antes mesmo do esperado.

Deseja conquistar a independência financeira? Clique aqui e comece agora mesmo!

VEJA TAMBÉM

Mercado de ações: tudo que um investidor iniciante precisa saber

22/09/2021

Está pensando em entrar no mercado de ações? Confira agora como ele funciona e quais são os riscos e vantagens!

Como a taxa Selic influencia os investimentos?

16/09/2021

Ela é conhecida de todos os investidores, mas você sabe a influência da taxa Selic nos investimentos? Descubra agora!

Eleições Brasil em 2022: O que fazer com o meu dinheiro?

09/09/2021

Estudo focado em avaliar o retorno dos ativos financeiros no Brasil em anos de eleições presidenciais, avaliar o retorno individual dos principais indicadores, e da mesma forma avaliar o desempenho de carteiras de investimento.

A Phi Investimentos é uma empresa de Agentes Autônomos – AAI de Investimento devidamente registrada na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), na forma da Resolução CVM 16/21. A Phi Investimentos atua no mercado financeiro através da Guide Investimentos S.A., o que pode ser verificado no site da ANCORD. Na forma da legislação da CVM, o agente autônomo de investimento não pode administrar ou gerir o patrimônio de investidores. O AAI é um intermediário e depende da atualização prévia do cliente para realizar operações no Mercado Financeiro. Em caso de dúvidas e reclamações, favor contatar a Ouvidoria da Guide Investimentos no telefone 0800 704 0418.

[B]³ | BSMCVM

Selo Agro Broker
Selo Execution Broker
Selo Nonresident Investor Broker
Selo Retail Broker
Selo B3 Certifica
Selo Anbima - Distribuição de Produtos de Investimento
Selo Anbima - Administração Fiduciária
Selo Anbima - Gestão de Patrimônio
Selo Anbima - Gestão de Recursos
Selo Autorregulação Anbima

Invista agora

Olá, futuro cliente,

Em apenas dois passos, você garante uma das melhores assessorias gratuitas de investimentos do Brasil e começa a investir em uma das maiores corretoras da América Latina! E o melhor: é 100% digital, sem custos de abertura e manutenção de conta! Vamos lá?

Este site é protegido pelo Google reCAPTCHA. A Política de Privacidade e Termos de Serviço do Google se aplicam.

Agradecemos a confiança!

Foi super fácil não é mesmo? Agora, clicando no botão abaixo você será redirecionado para o link de abertura de conta da nossa corretora, a Guide.

Trabalhe conosco!