Blog

O mercado financeiro em posts que valem a sua atenção

4 alternativas mais rentáveis que a poupança

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Uma das modalidades mais antigas e de fácil acesso, a poupança foi o primeiro contato que a maioria dos brasileiros teve com o mundo dos investimentos. Mas, apesar da sua popularidade, hoje ela é uma opção pouco atrativa. Afinal, o rendimento da poupança é um dos que mais sofre com a queda nas taxas de juros. Por essa razão, muitos investidores têm buscado alternativas para ela e hoje nós vamos te apresentar 4 opções de investimentos seguros e mais rentáveis que a poupança.

Como o rendimento da poupança é calculado?

Antes de te mostrar as alternativas de investimentos que ultrapassam o rendimento da poupança, vamos te explicar porque ela sofre tanta interferência da taxa de juros. Para começar, é preciso relembrar uma regra antiga.

Se antes de maio de 2012, todos os depósitos tinham um rendimento padrão de 6% ao ano, após esse período o rendimento da poupança passou a ser calculado a partir da soma da taxa referencial (que atualmente está zerada) com 70% da taxa Selic (taxa básica de juros do Brasil). Precisamos ressaltar que essa regra vale para quando a Selic está abaixo dos 8,5% a.a. Se ela estiver acima, a poupança rende 0,5% ao mês mais a taxa referencial.

Como a poupança depende principalmente da taxa Selic, quando ela está baixa, os rendimentos de quem deixa o dinheiro na poupança também diminuem. Para piorar, desde 2016 a Selic vem caindo e em 2020, ela atingiu a marca de 2%.

Isso significa que a poupança estava rendendo menos do que a inflação do mesmo período, que estava acima dos 3%. Ou seja: quem estava com dinheiro aplicado na poupança está praticamente perdendo dinheiro, pois apesar da quantia aumentar, ela não acompanha a alta dos preços e você acaba perdendo o poder de compra.

Quais são as perspectivas da Selic para o segundo semestre de 2021?

No ano passado, a taxa Selic chegou a 2%, causando grande preocupação nos investidores de renda fixa. Neste ano, ela já apresenta uma melhora considerável. Em junho, a taxa subiu para 4,25% ao ano. Para quem mantém seu patrimônio na poupança, isso significa que o rendimento anual passou de 2,45% para 2,97%. Na prática, se você tem R$100,00 na poupança, daqui a um ano terá R$102,97. Ou seja: você vai ganhar 24 centavos por mês.

A previsão é de que no segundo semestre de 2021, a Selic continue subindo, tendo um novo aumento já em agosto. Porém, apesar de a expectativa ser de que ela alcance 5,5% a.a até o final do ano, a taxa segue abaixo da inflação, que deve encerrar 2021 em torno de 6,13%.

Quais são os investimentos que superam o rendimento da poupança?

Com todos os dados acima, é bem provável que você esteja desanimado com a poupança e busque alternativas mais vantajosas. A seguir, separamos 4 tipos de investimentos seguros, que oferecem um retorno superior do que a poupança e que também são indicados para investidores com perfil conservador.

Tesouro Direto

Vamos começar com o próprio Tesouro Selic, que já é mais vantajoso do que a poupança. Afinal, enquanto a poupança rende 70% da taxa Selic, o tesouro selic rende 100% dessa taxa.

O Tesouro Selic é um dos investimentos do Tesouro Direto, sendo basicamente um programa de compra e venda de títulos públicos. De forma resumida, você empresta dinheiro para o governo e o governo te paga em juros.

Com liquidez diária e baixo risco, já que tem garantia do Governo Federal, ele é uma boa opção para quem procura um investimento para colocar a reserva de emergência. Vale ressaltar que o Tesouro Selic é bastante acessível. Você já pode investir nele com apenas R$30,00. Em contrapartida, ele faz parte do grupo de investimentos com incidência do Imposto de Renda.

Outra opção no Tesouro Direto é o IPCA. Esse tipo de investimento está atrelado ao Índice de Preços ao Consumidor Amplo. Ele é calculado a partir da soma da variação da inflação mais uma taxa prefixada de juros, garantindo que seu dinheiro renda mais do que a inflação. Mas, lembre-se que para obter toda a rentabilidade é preciso manter o dinheiro parado por mais tempo.

CDB

O CDB ou Certificado de Depósito Bancário também é uma das melhores opções para deixar a sua reserva de emergência, afinal ele tem liquidez diária, baixa volatilidade e é protegido pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC), com até R$ 251 mil de garantia por CPF e instituição financeira. Esse investimento é semelhante ao Tesouro Selic, porém ao invés de emprestar dinheiro para o governo, nesse caso você empresta para o banco. Esse, por sua vez, te devolve a quantia com juros.

Previsível, o CDB tem opções prefixadas (com juros fixos), pós-fixadas (atrelados ao CDI, por exemplo) e híbridas (juros fixos mais a variação da inflação). Esse investimento é um dos que oferecem os melhores retornos para o investidor dentro da renda fixa. Porém, ele sofre com a incidência do Imposto de Renda, conforme as porcentagens e prazos abaixo:

 

  • 22,5%: até 180 dias de aplicação;
  • 20%: de 181 a 360 dias;
  • 17,5%: de 361 a 720 dias;
  • 15%: acima de 721 dias.

LCI/LCA

O LCI (Letra de Crédito Imobiliário) e o LCA (Letra de Crédito do Agronegócio) são investimentos seguros e possuem rendimento maior do que a poupança. Afinal, por estarem atrelados a setores que normalmente estão em expansão, as oportunidades de bons resultados aumentam.

Isentos de Imposto de Renda e protegidos pelo FGC, eles podem ser prefixados ou pós-fixados, porém, é preciso ter atenção ao investir no LCI/LCA, especialmente no que diz respeito à liquidez, já que o resgate só é permitido no vencimento. Vale ressaltar que quanto maior for esse prazo, maior será a rentabilidade.

Fundos DI

Esses fundos de investimentos também fazem parte das alternativas com rentabilidade maior do que a poupança. Nessa modalidade, o gestor do fundo escolhido fica responsável pelo dinheiro. A função dele é definir onde o dinheiro será aplicado, tendo sempre o objetivo de manter o rendimento próximo ao da taxa Selic. Apesar desse administrador ter certa liberdade, ele deve seguir o regulamento pré acordado, que geralmente dá preferência para títulos pós-fixados.

 Seguros, de baixa volatilidade e com liquidez diária, os fundos DI também são uma boa opção para quem busca um investimento para guardar a reserva de emergência, já que a quantia pode ser retirada a qualquer momento. Entretanto, seu dinheiro só rende de fato 30 dias após a aplicação e ele tem incidência do Imposto de Renda, que nesse caso é recolhido a cada seis meses.

Extra: Renda Variável

Além desses 4 investimentos que superam o rendimento da poupança, também podemos citar a renda variável. Afinal, com o cenário econômico atual, ela tem ganhado cada vez mais adeptos que estão colocando parte dos seus recursos em ações, criptomoedas e outras modalidades. Porém, se você busca por um investimento com características semelhantes às da poupança, especialmente no que diz respeito à segurança, talvez a renda variável não seja a melhor opção para você.

Agora que você já sabe quais são as melhores alternativas para a poupança, clique aqui e conheça as opções de investimentos da Phi. Nós garantimos que com eles, seu patrimônio estará seguro e você não vai mais perder dinheiro.

VEJA TAMBÉM

Mercado de ações: tudo que um investidor iniciante precisa saber

22/09/2021

Está pensando em entrar no mercado de ações? Confira agora como ele funciona e quais são os riscos e vantagens!

Como a taxa Selic influencia os investimentos?

16/09/2021

Ela é conhecida de todos os investidores, mas você sabe a influência da taxa Selic nos investimentos? Descubra agora!

Eleições Brasil em 2022: O que fazer com o meu dinheiro?

09/09/2021

Estudo focado em avaliar o retorno dos ativos financeiros no Brasil em anos de eleições presidenciais, avaliar o retorno individual dos principais indicadores, e da mesma forma avaliar o desempenho de carteiras de investimento.

A Phi Investimentos é uma empresa de Agentes Autônomos – AAI de Investimento devidamente registrada na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), na forma da Resolução CVM 16/21. A Phi Investimentos atua no mercado financeiro através da Guide Investimentos S.A., o que pode ser verificado no site da ANCORD. Na forma da legislação da CVM, o agente autônomo de investimento não pode administrar ou gerir o patrimônio de investidores. O AAI é um intermediário e depende da atualização prévia do cliente para realizar operações no Mercado Financeiro. Em caso de dúvidas e reclamações, favor contatar a Ouvidoria da Guide Investimentos no telefone 0800 704 0418.

[B]³ | BSMCVM

Selo Agro Broker
Selo Execution Broker
Selo Nonresident Investor Broker
Selo Retail Broker
Selo B3 Certifica
Selo Anbima - Distribuição de Produtos de Investimento
Selo Anbima - Administração Fiduciária
Selo Anbima - Gestão de Patrimônio
Selo Anbima - Gestão de Recursos
Selo Autorregulação Anbima

Invista agora

Olá, futuro cliente,

Em apenas dois passos, você garante uma das melhores assessorias gratuitas de investimentos do Brasil e começa a investir em uma das maiores corretoras da América Latina! E o melhor: é 100% digital, sem custos de abertura e manutenção de conta! Vamos lá?

Este site é protegido pelo Google reCAPTCHA. A Política de Privacidade e Termos de Serviço do Google se aplicam.

Agradecemos a confiança!

Foi super fácil não é mesmo? Agora, clicando no botão abaixo você será redirecionado para o link de abertura de conta da nossa corretora, a Guide.

Trabalhe conosco!